Ensino Fundamental II

Grupo: Cultura e Arte Temática: “A luta pela preservação da cultura FULNI’ Ô – Um problema e uma solução.” O que aprendemos com esse trabalho? Para início de conversa a pergunta do nosso grupo era o que vamos fazer?? e descobrimos que o projeto anual da escola é baseado em uma metodologia ativa denominada de Design Thinking. O que é isso? Na íntegra seria: “uma ferramenta prática para a integração de habilidades e mentalidade inovadora voltada para empresas e salas de aula. … O processo de Design Thinking combina empatia, criatividade e racionalidade para atender as necessidades do usuário e criar soluções bem sucedidas e de forma inovadora.” E aí, seguindo um calendário básico estruturado. pela escola fomos construindo nosso trabalho. Inicialmente estudamos os conceitos básicos para entender a proposta. Neste momento fizemos nuvens de palavras, resumos, debates, para atingirmos as etapas do projeto. a primeira a Imersão. Nesse momento, mergulhamos de cabeça no problema. Fomos buscar o máximo possível de informações, pesquisas, olhar dados, procurar novas perspectivas, compartilhar conhecimentos. Iniciamos, apresentando a ideia do projeto e o objetivo. Na segunda fase começamos a Análise e Síntese. Nessa etapa juntamos todo o material que tínhamos produzido, incluindo a narrativa elaborada pelos professores orientadores, a fim de organizar nossos dados, visando facilitar a identificação do nosso desafio. Foi aqui que descobrimos nossa vontade de estudar, de conhecer como viviam os índios com a pandemia. Inicialmente, pensamos em todos os índios no Brasil. E em nossos encontros com os professores, descobrimos que não havia como estudar todos os índios. Fomos afunilando e chegamos em Pernambuco. Depois nos índios FULNI Ô. Na terceira fase fomos para Ideação, a busca por ideias inovadoras e colaborativas que promovessem a criatividade e a inovação. Foi quando decidimos fazer um vlog como solução aos problemas que já havíamos detectado. E veio a última fase a Prototipagem. Era hora de dar nome aos bois, literalmente. Descobrimos o que queríamos e como queríamos, encontramos um aplicativo, jogamos os dados que tínhamos e fizemos nossa persona: HELENA !