Educar com afeto, educar com limites: uma conversa entre pais e educadoras.

Realizamos no último dia 02 de maio, uma conversa bastante interessante sobre educar com limite e com afeto. Recebemos nesse encontro Suzana Schettini que é mestra em Psicologia Clínica, professora universitária além de psicóloga terapeuta com foco em crianças, adolescentes e adultos. Suzana tem um rico trabalho com ênfase na família e interações familiares e assim ajudou-nos, pais e educadoras, a pensar e trocar um pouco sob essa difícil arte que é educar vendo o limite como elemento essencial e como gesto tão amoroso quanto um abraço. Assim, trouxemos uma frase de Suzana, dita na ocasião, para expressar um pouco o que foi esse encontro:

“Não podemos terceirizar o afeto nem tão pouco podemos, terceirizar com a escola o nosso papel.”